Lançamento Kawasaki 2018!
Lançamento Kawasaki 2018!
Exclusivo para usuários registrados!
Camisetas e Adesivos Exclusivos!
Keep calm and keep in touch!
Clique e venha participar!
Entre para a maior comunidade Kawasaki Ninja da América Latina.

Informativo

Colapso
Nenhum Informativo ainda.

Bagageiro (com bauleto de 45 litros) para a Ninja 250

Colapso
X
  • Filtro
  • Data
  • Mostrar
Limpar tudo
novos posts

  • Bagageiro (com bauleto de 45 litros) para a Ninja 250

    Olá pessoal. Estou criando este tópico como forma de agradecimento, e também para mostrar para quem estiver interessado em fazer um bagageiro para a sua ninjinha que é bem fácil.

    Eu tenho uma ninja 250 vermelha 2010 desde 2011. Sou o segundo dono. Já tive um monte de motos antes dela, todas com bagageiro e bauleto. A única que não tinha bagageiro e eu vivia com dor nas costas era a hayabusa que tive antes dela. Moto esportiva tem este problema, faz parte do estilo.

    Mas enfim, uso a minha ninjinha diariamente para ir e voltar do trabalho, 35km para ir e 35km para voltar, sendo 25km de rodovia, na ida e na volta. Faço jiu jitsu e muay thai, e todo dia carrego kimono trançado, luvas, caneleiras, roupa de chuva... estava usando uma mochila de 60 litros de trekking e minhas costas já não aguentavam mais.

    Pensei seriamente em trocar de moto, pegar uma big trail, mas adoro o tamanho da ninjinha para andar nos corredores, e o motor dela para andar na rodovia, além da posição esportiva, do visual da moto e do custo benefício em termos de manutenção, pneus, óleo etc. A motinha é 10 mesmo, encaixa perfeitamente no que procuro.

    Só faltava um bauleto pra ficar 100%, e procurando no Google meio que sem esperanças, pois definitivamente motos esportivas não foram feitas para entregar pizza, achei o fórum e os tópicos falando sobre bagageiros na ninjinha.

    Resumo da ópera: fui num serralheiro e fiz um bagageiro estilho grelha para a minha ninjinha. Ele vai encaixado no lugar do banco do carona e é 100% removível, é só girar a chave e cortar as abraçadeiras de plástico (que são necessárias para evitar a vibração do bagageiro e dar uma fixação firme para ele, pois apenas a trava da chave não é nem de longe suficiente para suportar o peso do bagageiro mais o bauleto lotado).

    Nas fotos vocês vão ver as abraçadeiras e elas parecem uma gambiarra mal feita, mas na verdade só são necessárias 4, das grandes, uma para cada furo que fiz nas bases, 2 na barra da frente e 2 na barra de atrás. Como só tinha em casa abraçadeiras pequenas no dia que fiz o bagageiro, coloquei várias em cada furo, mas depois comprei as grandes e agora uma só em cada furo já basta. Já estou usando ele há 3 meses e ele não vibra, nenhuma abracadeira rompeu. Enfim, é um bagageiro normal. Na ninjinha o bagageiro tem que ser colocado no lugar do banco do carona, pois se for colocado após a rabeta da moto não vai aguentar 10km. A traseira da ninja é muito leve e vibra muito, não tem jeito. Além do que ela não tem pontos de apoio que suportem um bagageiro tradicional.

    Pontos negativos:

    1 - O visual da moto sofre, indiscutivelmente.
    2 - A dirigibilidade dela muda. A traseira fica mais pesada e as mudanças de direção tem que ser feitas com mais calma, mas em compensação o freio traseiro melhora consideravelmente e a roda traseira tende a travar menos, o que pelo menos na minha ninja acontecia toda hora, principalmente na chuva.
    3 - O consumo de combustível aumenta um pouquinho, pois o arrasto aerodinâmico dela fica uma porcaria. A minha costumava fazer 24km por litro, agora está fazendo 22-23, sempre andando rápido, acima de 100, 120, em rodovia.
    4 - Você "perde" o banco do carona. Entre aspas porque você sempre pode retirar o bagageiro e colocar o banco em menos de 1 minuto, mas de qualquer forma não é mais uma moto de 2 lugares. No meu caso nao é problema pois a minha esposa quase nunca anda comigo, a ninja é o meu meio de transporte diário mesmo.

    Pontos positivos:
    1 - A sua coluna vai agradecer e as mochilas gigantes serão coisa do passado.
    2 - Você pode passar no mercado e fazer um mini rancho que tem como carregar as coisas até a sua casa. É incrível o quanto de coisa cabe num Givi 45 litros.
    3 - O preço. Gastei 60 reais pra fazer o meu bagageiro, e levamos duas horas, eu e o serralheiro, ele soldando e cortando as barras e eu coordenando. Custo benefício fantástico. Fiquem de olho na hora de fazer, é necessário fazer o pino da trava IGUAL ao do banco do carona, não façam "parecido" pois vai ficar bambo, um bom serralheiro tira de letra, não é difícil. Além disso, é preciso fazer uma base elevada para deixar o bauleto na horizontal e não inclinado para a frente, cuidem bem isso. Também, façam dois furos em cada barra, na da frente e na de trás, pois bem abaixo deles a Ninja já tem furos no chassi onde dá pra passar as abraçadeiras. Coloquem uns "pezinhos" de borracha também nos pontos onde o bagageiro vai em contato com o chassi que reduz bastante a vibração. Na minha, como falei, não existe vibração nenhuma, o bagageiro acompanha o movimento da moto 100%.

    Acho que é isso. Qualquer dúvida é só perguntar que respondo. Cheguei a comprar um tecido impermeável para fazer uma "carenagem" para a base do bagageiro e melhorar um pouco o visual da moto, mas larguei de mão. O visual com o bagageiro é este mesmo, e ele funciona é o que importa. Além disso, já peguei chuvas torrenciais e não entra água no interior da moto, fiquei receoso quanto à bateria molhar e tal, mas não molha, o próprio corpo do piloto protege de não entrar água. Apenas para lavar ela recoloco o banco do carona.

    Abraços e todos e continuem postando tutoriais. Já aprendi um monte na seção Faça Você Mesmo aqui do fórum e agora esta é a minha humilde contribuição.










  • #2
    Cara... eu vi um aqui no fórum até, que o banco do garupa não precisa ser retirado tipo esse aqui;


    Não acho legal deixar a fiação exposta como ficou ai.
    Non Serviam

    Comente


    • #3
      Cara, já tive uma GS500 e uma Twister com bauleto que usei por muito tempo para viajar entre Floripa e Porto Alegre, e a vibração na traseira delas sempre acabava quebrando as soldas dos bagageiros. E olha que elas tinham pontos de apoio para colocar o bagageiro. A ninjinha não tem, e tenho certeza que um bagageiro como esse não ia durar nada nada nas nossas ruas. Buraco e vibração o tempo todo, só por mágica pra esse bagageiro aguentar o tranco.

      Quanto à fiação, são só as abraçadeiras de plástico na foto, os fios elétricos todos estão protegidos com bastante fita isolante e como disse, até hoje não vi nenhuma gota d'água dentro da carenagem. Abraço.

      Comente


      • #4
        Cara se esta te atendendo isso que importa.

        Se vc conhecer alguém que trabalhe com fibra, pode ser até que vc consiga fazer uma carenagem para melhorar a parte estética da moto caso interesse.
        R.A.S.B. Kawasaki Ninja 300 Special Edition ABS 2014
        Bate e Volta Moto Grupo: https://www.facebook.com/pages/Bate-...0933?ref=br_rs

        Comente


        • #5
          Rssss, exato, o que eu queria era livrar minha coluna do peso da mochila, e para isso o bauleto está servindo perfeitamente. Já abstraí o visual bizarro da moto, e nem coloco mais o banco do carona, só para lavar ela mesmo. Até pra dar uns roles aqui em Floripa estou indo com meu bauzão.

          Comente


          • #6
            falae @lcoll:! dá uma olhada nesse link - que eu havia postado vários meses atrás. acho que ele vai lhe ser útil.

            http://www.theyeagergroup.com/Tail_T...le_Project.htm

            aí o cara mostra os dois projetos: baú para a 250 pré-2008 e para as 2008+. fica feio, é um fato, mas o acabamento está um tanto melhor do que o seu, já que não há exposição do que está embaixo do assento do garupa.
            Última edição por hdab; 24-09-2014, 12:48:54.
            trx-01 @ fb :: https://fb.me/trx001
            trx-01 @ soundcloud :: https://soundcloud.com/trx-01
            trx-01 @ bandcamp :: https://trx-01.bandcamp.com/
            blog :: http://adf.ly/po1DQ - It's all about moving and balance.

            Comente


            • #7
              Eu uso uma igual essa da Texx, posso tirar e colocar a hora que quiser, e é bem espaçosa.

              Comente


              • #8
                Originalmente postado por hdab Ver postagem
                falae @lcoll! dá uma olhada nesse link - que eu havia postado vários meses atrás. acho que ele vai lhe ser útil.

                http://www.theyeagergroup.com/Tail_T...le_Project.htm

                aí o cara mostra os dois projetos: baú para a 250 pré-2008 e para as 2008+. fica feio, é um fato, mas o acabamento está um tanto melhor do que o seu, já que não há exposição do que está embaixo do assento do garupa.
                Se eu entendi certo, não faria esse esquema, porque o baú ficaria fixado somente pela fixação do banco do carona, e a trava da chave não aguentaria a tração.

                Comente


                • #9
                  @ProSoft havemos de convir que o cara não colocou uma caixa d'água de 1 m³ como bauleto. o do brother do link é muito menor.

                  ademais, se você bota um garupa ali com 60+ kg, um bauleto de 45 l é moleza...
                  Última edição por hdab; 24-09-2014, 18:06:19.
                  trx-01 @ fb :: https://fb.me/trx001
                  trx-01 @ soundcloud :: https://soundcloud.com/trx-01
                  trx-01 @ bandcamp :: https://trx-01.bandcamp.com/
                  blog :: http://adf.ly/po1DQ - It's all about moving and balance.

                  Comente


                  • #10
                    Originalmente postado por hdab Ver postagem
                    falae @lcoll! dá uma olhada nesse link - que eu havia postado vários meses atrás. acho que ele vai lhe ser útil.

                    http://www.theyeagergroup.com/Tail_T...le_Project.htm

                    aí o cara mostra os dois projetos: baú para a 250 pré-2008 e para as 2008+. fica feio, é um fato, mas o acabamento está um tanto melhor do que o seu, já que não há exposição do que está embaixo do assento do garupa.
                    Então, a inspiração pro meu bagageiro foi este aí mesmo, que encontrei aqui no forum em um outro tópico sobre bagageiros. O problema deste dele, é que ele apenas é fixado pela trava da chave e pela lingueta de encaixe na parte de trás do banco. Se vocês repararem, o banco do carona da Ninja já balança naturalmente quando colocamos o dedo por baixo dele e mexemos um pouquinho, imagina só com o peso do bagageiro mais bauleto, não sei não se teria confiança de pegar as nossas ruas esburacadas, talvez funcione nas highways americanas, mas no Brasil, sei lá.

                    Outra coisa que levei em conta foi que o preço de um banco do carona da ninjinha, no mercado livre, o mais barato que achei na época foi 600 reais. Aí não rola.

                    Esqueci de mencionar no post inicial, mas é muito importante fazer esta lingueta no bagageiro também, para ter os dois pontos de apoio que o banco usa sendo usados pelo bagageiro. Depois, com os dois mais as presilhas de plástico, fica 100%.

                    Quanto ao visual, hehe, o meu digamos que está mais rústico, mas deixei assim vazado em nome da aerodinâmica ;-)

                    Comente


                    • #11
                      Originalmente postado por mfardin Ver postagem
                      Eu uso uma igual essa da Texx, posso tirar e colocar a hora que quiser, e é bem espaçosa.


                      O problema desta mala é ir no mercado e ter que tirar ela da moto, ou deixar a moto na rua, sempre tem que levar junto a mala. E sem alça ainda ;-) Realmente não sei como é esta mala, mas creio que um bauleto convencional seja mais duro na queda quanto aos percalços do dia a dia, chuva, peso da carga etc.

                      Comente


                      • #12
                        Originalmente postado por ProSoft Ver postagem
                        Se eu entendi certo, não faria esse esquema, porque o baú ficaria fixado somente pela fixação do banco do carona, e a trava da chave não aguentaria a tração.
                        Na verdade fica fixado pela trava da chave e pela lingueta aquela, mas realmente só o banco já trepida sozinho sem carga nenhuma, imagina com o bauzão. Tem que ter mais pontos de suporte mesmo.

                        Comente


                        • #13
                          Originalmente postado por hdab Ver postagem
                          @ProSoft havemos de convir que o cara não colocou uma caixa d'água de 1 m³ como bauleto. o do brother do link é muito menor.

                          ademais, se você bota um garupa ali com 60+ kg, um bauleto de 45 l é moleza...
                          A questão não é o peso, dá pra colocar sei lá, 200 kilos em cima do banco do carona da Ninjinha, creio que a suspenão aguentaria. O problema é o equilíbrio de forças, um conjunto bagageiro/bauleto não é uma pessoa que auto ajusta o seu peso de acordo com a movimentação da moto, é um conjunto fixo, ou seja, a cada buraco ou lombada, ele tenderá por inércia a continuar subindo/descendo/indo pros lados, logo os pontos de apoio sofrem um desgaste enorme.

                          Por isso as soldas dos bagageiros depois de um tempo vão quebrando. Esta manha das presilhas plásticas aprendi quando viajava direto com minha GS500 pela BR 101 toda esburacada, em obras de duplicação, entre Floripa e Porto Alegre. Sempre com o bagageiro lotadaço, mais de 10 kilos de carga.

                          Fazia uma viagem a cada dois meses em média, e o bagageiro que usava nela fui eu que fiz também em um serralheiro, pois os que existiam para vender no Brasil custavam os olhos da cara. Depois de ver as soldas se quebrando a cada viagem, tive a idéia das abraçadeiras, e depois que comecei a usá-las ficou show, quando uma começava a dilatar, trocava ela, e sempre as presilhas arrebentavam antes de qualquer solda. Era como um "fusível" protegendo o circuito principal.

                          E no caso da Ninjinha, como o bagageiro está numa posição mais central na moto, nem as presilhas sequer romperam até hoje, tá muito estável mesmo o conjunto.

                          Comente


                          • #14
                            @lcoll cara... a única diferença entre uma pessoa no assento do garupa e a adaptação para um baú é que a pessoa vai ser segurar em você em determinadas situações, aliviando minimamente as tensões nas ferragens. ainda assim, o peso do indivíduo gera muito mais desgaste e tensão nas soldas do que o baú.

                            você comenta que a acomodação das coisas no baú pode vir a comprometer as estruturas, mas veja bem: o centro de massa da parte do corpo do garupa acima da linha do assento está bem mais elevado do que o centro de massa do baú carregado. logo o momento/torque gerado pelo garupa acaba sendo maior do que o do baú. ou seja, não procede muito essa idéia de que o esforço nas soldas/estruturas com o bacalhau feito pelo colega seja maior. e usando esse mesmo raciocínio, daria para dizer que a solução que você implementou pode trazer mais riscos do que a do colega.

                            de mais a mais, a gente pode perguntar para o gringo ser ele notou algum problema na ZTA das soldas, afinal elas ficam mais propensas a fraturas.
                            Última edição por hdab; 26-09-2014, 12:56:32.
                            trx-01 @ fb :: https://fb.me/trx001
                            trx-01 @ soundcloud :: https://soundcloud.com/trx-01
                            trx-01 @ bandcamp :: https://trx-01.bandcamp.com/
                            blog :: http://adf.ly/po1DQ - It's all about moving and balance.

                            Comente


                            • #15
                              Originalmente postado por hdab Ver postagem
                              @lcoll cara... a única diferença entre uma pessoa no assento do garupa e a adaptação para um baú é que a pessoa vai ser segurar em você em determinadas situações, aliviando minimamente as tensões nas ferragens. ainda assim, o peso do indivíduo gera muito mais desgaste e tensão nas soldas do que o baú.

                              você comenta que a acomodação das coisas no baú pode vir a comprometer as estruturas, mas veja bem: o centro de massa da parte do corpo do garupa acima da linha do assento está bem mais elevado do que o centro de massa do baú carregado. logo o momento/torque gerado pelo garupa acaba sendo maior do que o do baú. ou seja, não procede muito essa idéia de que o esforço nas soldas/estruturas com o bacalhau feito pelo colega seja maior. e usando esse mesmo raciocínio, daria para dizer que a solução que você implementou pode trazer mais riscos do que a do colega.

                              de mais a mais, a gente pode perguntar para o gringo ser ele notou algum problema na ZTA das soldas, afinal elas ficam mais propensas a fraturas.
                              Acho que o problema maior é, um garupa só exerce peso "para baixo", na trava do banco e na lingueta no caso, e foi para isso que elas foram projetadas. Já o bagageiro + bauleto, vai gerar forças em todas as direções, dependendo da manobra. Quem conhece Floripa sabe dos malditos quebra-molas que temos aqui. Para chegar na minha casa por exemplo, passo por 11, na ida e mais 11 na volta, todo dia. E passo chutado, só fico de pé nas pedaleiras e vamo que vamo. Sem o reforço das abraçadeiras só fico imaginando quantos dias as soldas do meu bagageiro iam aguentar. Isso sem falar em qualquer desnível mínimo que seja em uma rodovia, andando acima de 140km/h. A força gerada para cima é muito grande, na minha opinião é isso que causa os problemas nas soldas, diferente de uma pessoa sentada sempre exercendo força para baixo.

                              Comente

                              Aguarde...
                              X