Lançamento Kawasaki 2018!
Lançamento Kawasaki 2018!
Exclusivo para usuários registrados!
Camisetas e Adesivos Exclusivos!
Keep calm and keep in touch!
Clique e venha participar!
Entre para a maior comunidade Kawasaki Ninja da América Latina.

Informativo

Colapso
Nenhum Informativo ainda.

Comprei uma Ninja 2012 0km, e só decepções com a marca...

Colapso
X
  • Filtro
  • Data
  • Mostrar
Limpar tudo
novos posts

  • Comprei uma Ninja 2012 0km, e só decepções com a marca...

    Adquiri na quinta-feira, dia 13/03/2014 uma motocicleta Kawasaki modelo Ninja 250r (EX250R), ano 2012 e modelo 2012, na concessionária FLECHA em Botafogo, Rio de Janeiro - RJ.

    Com um dia de uso, e cerca de 250km, a moto apresenta falha no motor quando há presença de vibração, seja por imperfeições no asfalto, ou por vibração do próprio motor. O problema era intermitente. No mesmo dia notei um vazamento de fluído de freio, do reservatório de freio dianteiro. Ao apertar a manete de freio, surgiam bolhas de fluído, e escorria para dentro da carenagem da moto quando a mesma estava estacionada no apoio lateral.

    No dia 15/03, a caminho da concessionária KZ Motos, na Barra da Tijuca, onde procuraria ajuda para resolver os problemas até então notados, surgiu mais um defeito, esse também altamente comprometedor junto a segurança de pilotagem. Ao realizar freadas um pouco mais bruscas que o normal, o motor da moto simplesmente desliga. Tanto engrenado segurando a embreagem até o fim, quanto no neutro. Se não levasse a moto a uma parada total com bastante suavidade, o motor morria também. Para religá-lo, somente desligando a chave, aguardando e ligando-a novamente.

    Corri riscos sérios ao me locomover em avenidas e auto-estradas de altíssimo fluxo e limite de velocidade de 80 km/h, com tais defeitos.

    No próprio dia 15/3 o atendente da KZ Motos, me alegou que "não tinham simpatia" pela FLECHA Motos em Botafogo, e como a moto foi comprada lá eu deveria procurar a própria concessionária.
    Disse que eles tem a obrigação de cumprir com o papel de rede autorizada de concessionários Kawasaki, e teriam que aceitar a minha moto pois ainda estava no prazo de garantia oferecido pela fábrica. Ele alegou indisponibilidade da oficina para me atender naquele dia, e marcou para que eu deixasse a moto lá somente no dia 19/03.

    Retornei no dia 19/03 e conversei com o chefe da oficina, senhor Nuno, que ao ouvir meus relatos, disse que eram problemas comuns na minha moto dando as seguintes explicações:

    1 - O vazamento no fluído de freio deve-se correr pois a borracha de vedação do reservatório esta ressecada ou foi mal colocada pelo mecânico quando ativou a moto para a venda.
    2 - A falha no motor devido à vibração é comum quando os cachimbos das velas não são bem afixados nas mesmas, ou as velas também estavam danificadas devido ao tempo.
    3 - O motor morrer em freadas bruscas pode-se ocorrer por entupimento da bomba de gasolina, pois com o tempo em que a moto ficou parada em estoque na concessionária, a gasolina e óleo dentro do tanque causaram a formação de borra no filtro de combustível e no interior da bomba.

    Se eu tivesse consciência, ou tivesse sido informado de que por a moto estar a dois anos na concessionária, já que o ano de fabricação é 2012, e foi vendida em 2014, eu estaria sujeito a tais problemas, jamais haveria optado por esse modelo específico.

    Agora minha moto está na KZ Motos na Barra da Tijuca, onde o chefe da oficina diz que será necessário fazer todos os testes, aferições e caso encontrem algum problema, todos os relatórios burocráticos que a fábrica exige para acionamento da garantia. Além do longo tempo que a fábrica demora para enviar as peças necessárias para reposição. Ou seja, não me forneceu prazo algum para devolução da motocicleta e eu estou a pé por prazo indeterminado.

    Estou extremamente insatisfeito com o serviço prestado pela rede Kawasaki, tanto na FLECHA, quanto na KZ. Ao se comprar um veículo 0km se está justamente pagando um valor a mais, para que não se tenha problemas com manutenção, desempenho e segurança que estaria-se sujeito ao adquirir um veículo usado. A postura dos mecânicos e concessionários é inadmissível junto ao padrão de qualidade que a Kawasaki possui em outros países.

    Já fiz reclamação no SAC, que disse que entraria em contato comigo após acionar o departamento técnico. Não faço ideia do que significa, mas até agora ninguém me ligou mais.

    Minha esposa é advogada, e estou por um fio para ajuizar uma ação exigindo a troca da moto por modelo igual ou superior, além de danos morais.

  • #2
    Mesmo com uma moto OKm, que está parada a tanto tempo (2 anos), deve se ter uma série de cuidados. Entre eles, esvaziar os fluídos, cuidados com a bateria, suspensão e pneus.

    Se eu não me engano, a lei diz que você deve notificar por escrito e exigir a correção definitiva dos problemas no prazo máximo de 30 dias, caso contrário, você tem direito a seu dinheiro de volta, devidamente corrigido. Para tanto, uma notificação extra judicial, via cartório, deve servir como comprovante do seu pleito.

    Não aceite promessas verbais.

    Tenha em mãos também a ordem serviço que comprove que a moto foi entregue para reparos, com a descrição dos problemas.

    Se houver necessidade de troca de peças, com certeza, a moto vai ficar parada ao menos 30 dias já que a rapidez no fornecimento não é o forte da marca. Eu mesmo tive que aguardar 30 dias por um mero retrovisor.

    Não é normal e nem se viu aqui no Fórum até hoje, uma Ninja 250 Okm apresentar tantos problemas já na primeira semana.


    Última edição por Bruce; 20-03-2014, 17:54:10.

    Comente


    • #3
      Muito chato isso aí, penso que os cuidados que @Bruce: comentou devem ser tomados por precaução, Muito chato comprarmos algo de uma marca de qualidade como kawasaki e ter estes problemas.

      Há 1,5 meses comprei uma Vulcan 900 2011 zero km. Na hora que vi a promoção dela sair por $5.000 a menos que uma 2013 não pensei duas vezes, mas depois pensei nessa possibilidade, de a moto apresentar sinais de velhice mesmo sendo zero km.

      1,5 meses depois e uns 1.300 km rodados ela ainda não apresentou nenhum problema, a exceção dos piscas que param de funcionar aleatoriamente e só voltam depois de receber um tapa. Outro problema foi uma das chaves que ficou difícil de girar no contato, a outra chave gira na boa. Acho que estes dois problemas não são sinais de "senilidade".

      Espero que a sua tenha tudo resolvido rápido e a minha não adoeça precocemente. Tome os cuidados que @Bruce: citou e vamos torcer pra que tudo se resolva rapidinho. estes não são problemas comuns nas ninjinhas, então, depois de tudo resolvido, vai ser só alegria.

      "Moto não é pra ganhar tempo, é pra não perder"
      "É melhor escapar fedendo do que morrer cheiroso"

      "Antes sua mãe chorar do que a minha."
      "Senhor, dai-me paciência. Mas tem que ser já"
      "O que não tem solução, resolvido está"
      "Guardar rancor é tomar veneno e esperar que o outro morra."
      "Pato novo não mergulha fundo."
      "Melhor um fim horroroso que um horror sem fim"

      Comente


      • #4
        Faltou uma geral antes de entregar, falha da CC que entregou, não da marca (já tive uma 250 e não me deu problema algum em 20.000km, moto fantástica). Tomara que dê tudo certo, a Ninjinha é a melhor disparado da categoria.
        Que tal uma "corrente do bem" na estrada?
        • Agradeça quem te dá passagem
        • Evite buzinar à toa
        • Não xingue quem te atrapalha (pode ser pior...)
        • Você pode cruzar de novo com o motorista que você agradeceu e quanto mais amigos, melhor.

        Comente


        • #5
          Concordo com o @mpol:, a falha foi na CC que entregou a moto que não fez a revisão inicial e simplesmente carimbou o manual e entregou ela do jeito que estava

          Comente


          • #6
            E eu duvido que a KZ se importe em trocar cabo de vela, bomba de combústível, etc... Eles vão ficar com a moto um tempo, me devolver dizendo que está boa, os problemas vão tornar a acontecer, vou levar lá de novo, e ficará nesse ciclo pra sempre. Eles vão me enrolar no bom padrão Rio de Janeiro de qualidade. Ninguém me ligou, não me deram a OS lá, só o número dela pelo telefone quando eu liguei pedindo... tá uma desorganização absurda.

            Já estou ajuizando ação.

            Comente


            • #7
              Pede teu dinheiro de volta e compra uma usada que é mais tranquilo e mais barato.
              Pelo menos já foi bem testada

              Comente


              • #8
                Originalmente postado por ProSoft Ver postagem
                Pede teu dinheiro de volta e compra uma usada que é mais tranquilo e mais barato.
                Pelo menos já foi bem testada
                Eu só compro usada mesmo kkkkk (carros e motos) e nunca tive problema algum com mecânica
                Que tal uma "corrente do bem" na estrada?
                • Agradeça quem te dá passagem
                • Evite buzinar à toa
                • Não xingue quem te atrapalha (pode ser pior...)
                • Você pode cruzar de novo com o motorista que você agradeceu e quanto mais amigos, melhor.

                Comente


                • #9
                  Eu também. Todos os meus carros e motos são usados, o que eu puder compro usado.
                  No novo há aquela sensação de segurança por ser novo, mas se essa moto ali fosse usada, você teria escolhido uma revenda de confiança, entre tantas que existem ou teria comprado de um conhecido, e já estaria lá tirando explicações. No novo depois que vc pagou, fica na mão da cc por um ano, pagando muito mais caro e sendo extorquido nas revisões.

                  Comente


                  • #10
                    Originalmente postado por ProSoft Ver postagem
                    Eu também. Todos os meus carros e motos são usados, o que eu puder compro usado.
                    No novo há aquela sensação de segurança por ser novo, mas se essa moto ali fosse usada, você teria escolhido uma revenda de confiança, entre tantas que existem ou teria comprado de um conhecido, e já estaria lá tirando explicações. No novo depois que vc pagou, fica na mão da cc por um ano, pagando muito mais caro e sendo extorquido nas revisões.
                    Eu já acho que, além de tudo isso, o "novo" dura muito pouco tempo, só uma saída da CC e já está "velho" rs
                    Que tal uma "corrente do bem" na estrada?
                    • Agradeça quem te dá passagem
                    • Evite buzinar à toa
                    • Não xingue quem te atrapalha (pode ser pior...)
                    • Você pode cruzar de novo com o motorista que você agradeceu e quanto mais amigos, melhor.

                    Comente


                    • #11
                      A minha Ninja 650r comprei em Dezembro 0km mas ela é 2012, e com 3 meses o marcador de combustivel estragou, que pode ter sido ocasionado por combustível velho no tanque.
                      Essas promoçoes de modelos anteriores é boa, mas se a cc não for cuidadosa com o estoque parado da nisso.
                      Ex- Sundown Web
                      Ex- Fazer 250
                      Ex- Biz + 125
                      Ex- Ninja 250
                      Atual: Ninja 650

                      Comente


                      • #12
                        Poxa, que pena, nem sabia que isso acontecia.

                        A minha Ninjinha é 2012, peguei zero tbm e em
                        março de 2012. Só me da alegria, nunca parou 2 está com 28mil km rodados.

                        Esse problema que vc está enfrentando seguramente não é do produto e sim da falta de cuidado da Moto Flexa.

                        As duas cc aqui do rio são horrorosas no atendimento e não pos venda (moto Flexa e KZMotos), mas não sabia que davam esse tipo de vacilo.

                        Tomara que resolva logo esse problema porque a moto é fantástica.

                        Abs!


                        Sent from my iPhone 5 using Tapatalk
                        --
                        Marlon Falzetta.



                        Ninja 1000 Tourer - Candy Lime Green - 2015.
                        Ninja 650r - Candy Lime Green - 2014.
                        Ninja 250r - Candy Lime Green - 2012.

                        Comente


                        • #13
                          Até hoje estou sem a moto. A KZ Motos diz que solicitou à fábrica duas peças: O tanque de gasolina, pois estava oxidado por dentro, e a bomba de combustível.

                          Não se manifestaram sobre o vazamento do fluído de freio dianteiro, mesmo quando eu questionei se foi solucionado. O SAK (Serviço de Atendimento Kawasaki) não resolveu nada. Tive que ligar pedindo pra ouvidoria entrar em contato comigo para me dar notícias. Falei com a mesma atendente que fiz a reclamação, e ela tinha esquecido de tudo (ou seja, não anotou nenhuma das minhas reclamações sob o protocolo de atendimento que abri). Perguntou se a moto estava comigo, não entrou em contato com a concessionária, e toda a informação que soube me dar, é que seriam enviadas duas peças à concessionária naquele dia, mas também não sabia quais peças eram.

                          O SAK é inútil, a concessionária ineficiente, atenção 0, pós venda péssimo.

                          Além disso tudo, o prazo de 15 dias para circular com a moto sem placa, acaba amanhã. Ainda vou ter que arcar com o custo de um reboque para tirar a moto da concessionária, e outro para levar ela para o emplacamento no dia marcado.

                          Vou enfiar um processo tão fundo na bunda da Kawasaki, que vai sair uma ninja 300 pela boca dela.

                          Comente


                          • #14
                            Ser classe média neste país é uma merda mesmo, somos sacaneados até por empresas decentes no resto do mundo, elas vem pra cá e viram uma porcaria que não respeita o consumidor. Estou torcendo por vc camarada.

                            "Moto não é pra ganhar tempo, é pra não perder"
                            "É melhor escapar fedendo do que morrer cheiroso"

                            "Antes sua mãe chorar do que a minha."
                            "Senhor, dai-me paciência. Mas tem que ser já"
                            "O que não tem solução, resolvido está"
                            "Guardar rancor é tomar veneno e esperar que o outro morra."
                            "Pato novo não mergulha fundo."
                            "Melhor um fim horroroso que um horror sem fim"

                            Comente


                            • #15
                              Colega, abre uma reclamação naquele site reclameaqui, eu já tive alguns retornos positivos lá (1, na verdade, só fiz 1 vez )
                              Que tal uma "corrente do bem" na estrada?
                              • Agradeça quem te dá passagem
                              • Evite buzinar à toa
                              • Não xingue quem te atrapalha (pode ser pior...)
                              • Você pode cruzar de novo com o motorista que você agradeceu e quanto mais amigos, melhor.

                              Comente

                              Aguarde...
                              X