Lançamento Kawasaki 2018!
Lançamento Kawasaki 2018!
Exclusivo para usuários registrados!
Camisetas e Adesivos Exclusivos!
Keep calm and keep in touch!
Clique e venha participar!
Entre para a maior comunidade Kawasaki Ninja da América Latina.

Informativo

Colapso
Nenhum Informativo ainda.

Versys Tourer - Usuário ArcAnjjo.

Colapso
X
  • Filtro
  • Data
  • Mostrar
Limpar tudo
novos posts

  • Versys Tourer - Usuário ArcAnjjo.

    Fala pessoal, Minha Versys Tourer enfim chegou.
    Depois de analisar à compra de uma Tiger 800 XC 2016 ou 2017, Suzuki V-Strom 650 XT zero, e a própria Versys, optei por esta.
    A Tiger 800 ainda continua sendo o objetivo, mas ficará mais pra frente.
    A V-Strom não agradou. Muito dinheiro para pouca moto. Embora tenha passado por atualização e remodelagem, ainda é grande demais. Aquele chassi sem jeito permanece lá. Enfim, de bom mesmo tem o controle de tração, que não é algo avançado, mas é melhor ter do que não ter, e as jantes raiadas, com aro 19 polegadas na dianteira. Isso para o off road é muito mais interessante.
    A relação altura da moto x peso x minha altura ficou melhor na Versys, ainda que tenha sentido dificuldade no manuseio, principalmente quando é preciso manobrar com ela parada, ou em baixa velocidade. Além do mais, a versão Tourer ficou mais barata do que a V-Strom 650 XT, que tem preço final de 39.890,00 reais, aqui na Bahia. A Versys Tourer tem preço final de 38.200,00 reais, a vista.

    Encomendei a motocicleta no dia 14 de junho, chegando dia 09 de julho. Peguei a motocicleta dia 11, na MotoSol Kawasaki, em Salvador.
    Antes dela chegar, foram entregues na concessionária uma antena corta pipa da Jojafer. Na verdade foram duas, de dois modelos. O modelo dobrável e retrátil (R$: 31,90) e só o retrátil (R$: 26,90). Acho que vou optar pelo modelo que é só retrátil, que é instalado no parafuso do retrovisor. Fica mais distante da linha de visão. O dobrável ficou mais próximo do centro, não achei bacana, além de ser um destaque não muito legal nas filmagens.
    Chegou também o protetor de carenagem e motor da Chapam. Produto de muito boa qualidade. Não vibra muito, mas vibra. Acho que o aceitável. Paguei R$: 581,12 na loja Masada.
    O protetor foi instalado e algumas alterações foram feitas, mas coisas simples. Os faróis auxiliares saíram do suporte original, indo para o protetor de carenagem. Foi necessário que o mecânico folgasse a fiação dos faróis auxiliares, tirando-os das garras que organizam os fios, não sendo necessário cortar e fazer emendas. O slide de motor original que vem na versão também foram realocados no protetor. Ainda sobre o suporte da Chapam, eles fizeram algumas alterações que possibilitam a instalação na Versrys Tourer, sem a necessidade de adaptações trabalhosas. Gostei do visual e da proteção oferecida pelo protetor.
    Só a instalação que foi cara. 720,00 reais o serviço. Cada hora trabalhada custa 180,00 reais. Não sei como demora tanto para fazer tal instalação. Tive um desconto de 50%, mas ainda assim é um valor que Eu julgo alto. 310,00 reais.
    Por último tem a capa para cobrir a moto da black cover, tamanho EGG. De boa qualidade.
    Queria algo que desse pra cobrir a moto por completa, usando o top case. Não gerou. Metade do pneu traseiro fica de fora. Optei por tirar e não deixar espaços para entrada de poeira.
    A capa tem boa qualidade. Paguei 119,00 reais.

    Assim que peguei a motocicleta Rodei 300 km. Ainda não dá para falar de consumo médio, embora tenha registrado 201,961, mas outros pontos já podem ser comentados.
    Achei a motocicleta confortável, o banco joga um pouco para frente, mas nada exagerado. Vou analisar a instalação do riser de banco. A altura do guidão está boa pra mim, a bolha ajuda, mas fiquei com a impressão de que vou ter que por um defletor, ou comprar uma outra bolha. Não que ela seja ruim, mas vi que o vento era direcionado para parte mais acima do capacete, e por questões de aumentar Meu conforto, devo analisar uma mudança. A turbulência no capacete diminuiu consideravelmente.
    Achei as suspensões macias, e que copiam bem o terreno. Também, tô saindo de uma CBR 600 F. Só achei que a suspensão dianteira está com o retorno muito mole. Isso já foi sinalizado a concessionária e vai ser visto.
    O ajuste da pré carga da mola na suspensão traseira é fácil. Mais um clique e achei o ponto da suspenção para o momento.
    O visual dela é interessante, já chama minha atenção desde o modelo anterior. O motor responde bem, e é elástico, tem um apelo mais esportivo que a V-strom (já andei na V-Strom). Não exagerei no uso do RPM, mantive algo entre 4, 5 e 6 mil. Aguardar esses 1.000 km passarem.
    Mantive prudência com a cera nos pneus, mas ela parece ser muito boa de curvas.
    E por falar em pneus, achei moles demais. O pneu traseiro furou ao fim dos 300 km, pelo menos foi quando vi. Uma lasca de osso, fina por sinal.
    Velocidades por enquanto fico sem informação. Uma única vez foi que estiquei a 6ª marcha, e ela facilmente chegou aos 174 km/h. Algumas ultrapassagens sem a necessidade de redução de marcha, e ela não fez feio, se reduzir então ela avança muito bem.
    Os bauletos tem boa qualidade. Achei os laterais pequenos. Cabem um capacete tamanho 58, mas sei lá, acho que são pequenos sim. O traseiro parece bom de tamanho. O peso/carga indicado é de apenas 5 kg, para cada um.
    Tanque de 21 litros, se manter a média de 20 km por litro, andando a 120 -140, tá ótimo de autonomia.
    Painel simples, mas funcional. Faltou o indicador de temperatura. Apenas uma luz que acende quando a moto está a 119 graus célsius (segundo o manual) não é bom. A CBR dava a temperatura instantânea/momentânea.
    Fizeram uma cagada com a tomada 12v original. Tem que usar um carregador de smartphone de perfil muito baixo, ou o protetor de mão tocará quando fizer o jogo para a direita. Algum aparelho ou acessório que tenha uma tomada grande não vai dar para usar ali. Eu já encomendei uma tomada 12v auxiliar (R$: 36,60. No Ali Express), para quando precisar. Sugiro ainda um cabo USB angular/90º, para usar em conjunto com o carregador de perfil baixo.
    Seguro total no valor de 1.781,58 reais. Pela HDI Seguros. Franquia de 4.913,28 reais.
    Outras seguradoras ofereciam franquia mais barata, 3.750,00 reais, mas o preço do seguro era 2.728,00 reais.
    O da HDI oferecia valores maiores de coberturas, além de guincho ilimitado, até para o Mercosul.
    Primeiro emplacamento no valor de R$: 551,70 + 80,00 da placa.
    631,40 reais, valor final.


    Usarei este tópico pra falar do dia a dia com a moto.
    Em novembro tenho uma viagem de 30 dias, outros 5 Países, mais de 15 mil quilômetros. Terei mais informações sobre a moto, e a viagem.

    Assim que aprender a postar fotos devo carregar algumas.
    Um abraço.
    Por aspectos químicos e ópticos a grama aparenta ser verde,isso se você não tiver Daltonismo!
    Levando isso em conta,não seria a percepção mais real do que a própria realidade?
    Não posso mudar a cor da grama,mas e mudar a maneira como é percebida?

  • #2
    Parabéns pela aquisição e muitos quilômetros de alegria com a nova moto.

    Comente


    • #3
      Parabéns pela moto!
      Kawasaki Ninja 650R - 10/11

      Comente


      • #4
        Fala Arcanjo, parabéns pela moto, muitas kms de alegria pra vocês. Referente a bolha se me permite uma sugestão da uma olhada na da Motobolhas, do Elvis. Produto excelente, bem espesso e forte. O defletor dependendo do modelo gera mais turbulência do que sem, infelizmente. A Versys com a suspensão bem acertada é extremamente confortável. Faço jornadas de até 1200 km com a minha, e olha que já bati nos 5.4 hahaha. Grande Abraço.

        Comente


        • #5
          Fala pessoal, tudo tranquilo?!
          Passar algumas informações, impressões, prováveis mudanças e alterações já feitas na motocicleta após a primeira revisão de mil quilômetros.

          Confesso que estou feliz por ter escolhido a Versys 650. Aquela sensação de que não teria grandes problemas com o manuseio da motocicleta foi confirmada.
          Ainda é uma moto alta pra mim, tenho 1,70 centímetros e é necessário calcular bem as manobras em movimento, principalmente os de velocidades mais baixas, mas isso até agora não foi problema. Ela com os bauletos fica com as manobras paradas mais difíceis, por conta do peso. Não tenho vergonha em descer o cavalete lateral na maioria das ações quando ela está "parada". Mais seguro.
          Tenho ainda que acrescentar a satisfação por ter pego um modelo muito bonito, com acabamento superior a alguns modelos que brigam na faixa de preço. Por onde fui ela chamou a atenção. Muitos desconhecem o modelo, outros conhecem e param pra olhar e tirar algumas dúvidas, olhar com mais atenção.

          O comportamento dela sem os bauletos são ótimos. Moto ágil e muito boa de andar. Já equipada e com peso não senti diferença no que entendo ser ciclística. Logicamente consumo e velocidade final acabam sofrendo influência direta, mas a moto continua esperta, com motor elástico, forte e facilmente chega aos 160 km/h. Para o uso que desejo se encaixa perfeitamente.
          Velocidade máxima sem bauletos: 190.
          Velocidade máxima com bauletos: 170.
          *Lembrando que o motor chegou aos 1.000 quilômetros recentemente. Atingi essas velocidades uma vez cada, mas não tenho pretensão em imprimir velocidades assim, foram apenas testes na motocicleta. Saber mais do seu potencial e suas deficiências.

          Consumo.
          Fiz esse controle de abastecimento e quilometragem usando o aplicativo Drivvo. A melhor média ficou em 20,96 km/L. Maior parte do tempo dentro da faixa de 4 mil de RPM, como manda o manual. Após os 400 km Eu dei uma exagerada. Velocidades entre 130~150. Média de RPM entre 5 e 6 mil, mas abusei e cheguei aos 8 por vezes. Pior média: 15,02 km/L.
          A média geral é de 17,12 km/L. Dizem que tende a melhorar. É usar pra ver, e depois relatar aqui.
          Rodei 308 km com um único abastecimento. Foram necessários 17,99 litros para encher novamente. Ficar atento a distâncias entre postos a partir dos 250 quilômetros.

          Suspensão e pneus.
          Os pneus tem um bom grip. Não senti qualquer fraqueza quanto a isso. Acredito que não durem mais de 5 mil quilômetros. Borracha mole.
          Estou pesquisando por pneus, aceito indicações.
          A suspensão traseira vai bem no asfalto. Firme, copia bem o terreno, funciona bem. Tem regulagem fácil. Gostei dela na terra.
          A suspensão dianteira que requer um ajuste mais fino. Ainda está "afundando" com facilidade, além de ter um retorno forte. Na terra Eu achei que o resultado foi bom, mas no asfalto tenho essas ressalvas. Outro ponto em questão é oscilação em altas velocidades. Sempre que passo dos 160 km/h ela tende a dar aquela balançada na dianteira, ainda que seja fácil de controlar. Talvez seja falta de balanceamento de roda. Notei que um dos protetores de mão está mais alto do que outro. Ouvi relatos de instabilidade em duas BMW F800 que foram corrigidas com esse ajuste nos protetores de mão.
          Confesso que terei que aprender como regular de acordo ao terreno, peso carregado, etc. Nessa análise da suspensão dianteira ela não se saiu bem, mas por conta de ajuste, não de ineficiência do conjunto dianteiro. Vou buscar auxílio de um especialista em ajuste de suspensão numa cidade próxima de onde moro. Aguardem mais notícias sobre isso.

          Motor e caixa de marcha.
          O motor é muito bom. Força em baixas e médias rotações, elástico, responde muito bem nas reduções, pouca vibração, funcionamento redondinho. Não senti aquecimento desconfortável, tanto na estrada quanto no transito urbano.
          A caixa de marcha é bruta, kkk. Tem engate seco, zoadento. Tomara que melhore esse engate.

          Relação; Painel; Bolha; Iluminação.
          Continuo achando a relação subdimensionada. quando chegar o momento, vou por uma com configuração 525.
          O painel é muito funcional e bonitinho, embora seja simples em iluminação e outros detalhes visuais. Faltou informação de temperatura instantânea.
          A bolha oferece boa proteção ao vento (ressalva abaixo), a chuva, a mosquitos, sujeira, pequenas pedras e objetos que venham em sua direção. Falta um melhor direcionamento do vento mais acima do capacete. A turbulência é desconfortável. Testei 3 posições e não resolveu. Se aumentar demais, entra água por baixo e molha pelo painel. Culpa dos 370 mm de altura da bolha. Já comprei uma bolha com 509 mm de altura, e com defletor, da MotoBolhas. Assim que chegar instalo e falo mais sobre isso.
          A iluminação é muito boa. Faróis principais com iluminação de boa qualidade. Faróis auxiliares são excelentes, ajudam demais. O painel tem iluminação simples demais, mas não sinto falta de algo mais incrementado. Da informação da temperatura, sim.

          Posição de pilotagem e banco.
          O banco passa no quesito de conforto quanto á espuma e largura. Fica devendo um pouco porque joga o corpo um pouco para frente. Não vou gastar quase mil reais num banco do Pedrinho. Não que não valha, mas não é algo que julgue necessário. Um riser de banco deve resolver essa pequena inclinação. Já foi comprado, falta chegar.
          A posição do guidão é confortável. Acesso fácil aos comandos também.
          É possível ajustar a suspensão traseira montado na própria moto.

          Bauletos.
          Estes são bonitos, possuem boa qualidade e bom acabamento. Fácil de colocar e de tirar. 28 litros em cada lateral, 47 no top case. Cabe muita coisa de forma organizada. Peguei chuva leve e moderada e não entrou água, mas não resistiu ao jato d'água diretamente no lava jato, se bem que ele pôs os bauletos virados quando lavou. Ressalva apenas para as extremidades que são afixadas na motocicleta. Achei que deveriam ser mais grossas e feitas com ferro/aço. Tomara que sejam duráveis.

          Outros pontos.
          O radiador fica muito exposto, e a roda dianteira joga muita pedra e lama para trás. Algumas acabaram machucando a "colmeia". Nada sério, mas melhor usar um protetor de radiador.
          Da mesma forma a roda traseira suja muito pela falta de um para-lama traseiro. Sujaria menos se o tivesse.
          O fio do ABS traseiro passa por baixo da balança. Caso algum mecânico desavisado levante a moto e use algo para calçar na balança(pela falta de cavalete central), pode acontecer do fio ser cortado. Um slider de balança simples pode evitar isso, embora tenha visto um protetor específico da Chapam.
          41 mil reais a motocicleta e não tem um cavalete central, nem manopla aquecida, nem botão off para o ABS. Absurdo.
          As manoplas fazem diferença em dias chuvosos e frios. Optei por comprar um da Oxford.

          Por enquanto é isso aí. No mais é rodar e descobri mais sobre a moto.

          Segue lista de itens comprados para por na moto.
          Protetor de Carenagem e Motor Chapam. 581,12
          Antena corte pipa fixa da Jojafer. 26,90
          Extensor de cavalete lateral. Aliexpress. 68,41
          *Tomada 12v com duas saídas, sendo uma USB. Aliexpress. 36,60
          *Manoplas aquecidas Oxford. ebay. 257,33
          *Paralama traseiro. ebay. 170,82
          *Slider de balança. Aliexpress. 51,00
          *Protetor de radiador SCAM. MercadoLivre. 158,00
          *Bolha com defletor MotoBolhas. MercadoLivre. 390,00
          *falta chegar/instalar.
          Por aspectos químicos e ópticos a grama aparenta ser verde,isso se você não tiver Daltonismo!
          Levando isso em conta,não seria a percepção mais real do que a própria realidade?
          Não posso mudar a cor da grama,mas e mudar a maneira como é percebida?

          Comente


          • #6
            Poxa, quanta informação! Obrigado por compartilhar!!
            Kawasaki Ninja 650R - 10/11

            Comente


            • #7
              Bom relato !

              Para postar fotos, siga Regras & Tutoriais no final da página principal. Basicamente, hospede as fotos em um site gratuito como Imgur e cole no post.
              Banguela - Yamaha YZF R3 ABS 2.018

              Comente


              • #8
                Algumas imagens sobre relatos anteriores.


                Extensor de Cavalete Lateral.
                Produto bonito, mas que não vale a pena. Falta ajuste ideal no formato e tamanho onde vai a base do cavalete. Tende a folgar os parafusos com uso normal. Escorrega demais.
                Segundo o vendedor é em alumínio.
                Temos produtos Nacionais infinitamente melhores.
                Quando este aí for para o saco, colocarei um de qualidade.



                Bauletos: Bases para encaixe.
                Como disse antes, achei um pouco frágil essas bases que sustentam o bauleto. Não vi nada oficial da Kawasaki, mas de maneira informal disseram que são fabricados pela Givi.
                Sei lá, se fossem algo de metal parafusado nos bauletos seriam muito mais seguros.



                Bauletos: Local de instalação na motocicleta.
                É uma sacada muito boa usar o próprio chassi da motocicleta para afixar os bauletos. Eles não ficam afastados como os modelos que necessitam daqueles outros suportes.
                Ficam presos em três bases. Duas no chassi/rabeta e uma no suporte da pedaleira.



                Antena corta pipa fixa Jojafer.
                Item que uso desde 2010, começando pela CB300R.
                Antena retrátil e de acabamento muito melhor do que tinha anterior. Acaba sendo melhor do que a dobrável, pois é fixada no parafuso do retrovisor, ficando mais lateralmente. A dobrável vai no guidão e ficava muito no centro. Incomodava um pouco.



                Protetor de Motor e Carenagem Chapam.
                Este item foi uma compra excelente. Não consigo visualizar uma trail, big trail, crossover sem um protetor de carenagem/motor.
                Bom preço, qualidade de construção muito boa. Vibra o mínimo possível. Oferece uma proteção muito boa as carenagens laterais e tanque.
                Já vem com o local para instalação dos faróis de milha.
                Gostei da forma de fixação na motocicleta.
                Item obrigatório em Minha opinião.



                Pontos a serem protegidos.
                Já alertei sobre o radiador que fica desprotegido, e que a roda dianteira joga muita pedra para trás.
                ​​​​​​​Protetor Scam entregue na concessionária.
                Fio do ABS traseiro exposto demais. Slide de balança comprado. Pode evitar que usem a balança para apoiar algo para tirar o pneu do chão, mas não é garantia. A Chapam tem um protetor para esse fio. Tomara que não me arrependa de não ter comprado ainda.

                Por aspectos químicos e ópticos a grama aparenta ser verde,isso se você não tiver Daltonismo!
                Levando isso em conta,não seria a percepção mais real do que a própria realidade?
                Não posso mudar a cor da grama,mas e mudar a maneira como é percebida?

                Comente


                • #9
                  Valeu pela dicas e comentários. Elas serão importantes para futuras consultas de usuários.

                  Faltou postar fotos da moto.
                  Banguela - Yamaha YZF R3 ABS 2.018

                  Comente

                  Aguarde...
                  X