Lançamento Kawasaki 2018!
Lançamento Kawasaki 2018!
Exclusivo para usuários registrados!
Camisetas e Adesivos Exclusivos!
Keep calm and keep in touch!
Clique e venha participar!
Entre para a maior comunidade Kawasaki Ninja da América Latina.

Informativo

Colapso
Nenhum Informativo ainda.

Menos potente, BMW F 850 GS chega com muita tecnologia

Colapso
X
  • Filtro
  • Data
  • Mostrar
Limpar tudo
novos posts

  • Menos potente, BMW F 850 GS chega com muita tecnologia

    Aventureira alemã chega ao Brasil com recursos eletrônicos, novo conjunto ciclístico e motor inédito, que tem apenas 80 cv em função das leis antirruído

    Por Gabriel Carvalho Em 19/11/2018














    Os fãs estavam ansiosos pela chegada da nova BMW F 850 GS ao Brasil, também não é por menos. A marca alemã confirmou a produção do modelo em Manaus (AM) em junho. Foram quase cinco meses até que a moto fosse oficialmente apresentada ao público no Salão do Automóvel de São Paulo, na última semana, juntamente com sua irmã mais “urbana”, a F 750 GS.

    Mas é o modelo de 850cc com vocação mais aventureira que fez sucesso na última versão, a F 800 GS, o mais aguardado pelo público. A F 850 GS ganhou uma lista de aprimoramentos eletrônicos e estéticos além de novo motor, quadro e freios. Rodamos com a nova geração da F 850 GS para saber se ela vale os R$ 50.950 pedidos pela marca para a versão Premium + TFT, a topo de linha avaliada.

    A nova linha BMW F 850 GS vem cercada de novidades e opções de modelos. Mas, antes de falar da moto, vale afirmar que muita gente ficou decepcionada com a notícia da diminuição da potência relação ao modelo anteriormente vendido no Brasil. A redução não está relacionada ao novo motor, mas ao sistema de escapamento e às leis brasileiras. A versão alemã tem potência máxima de 95 cv, mas o modelo montado no Brasil teve a potência reduzida para 80 cv a 6.250 rpm para atender às normas de emissão de ruídos – menos que os 85 cv da antiga F 800 GS.

    Segundo o engenheiro da BMW Brasil, Marco Truzzi, “seria necessário desenvolver um sistema do escapamento exclusivo para o nosso mercado e assim reduzir as emissões de ruídos”. A marca preferiu alterar o mapeamento do novo motor a investir em um novo escapamento para se adequar às normas. Se o modelo perdeu potência, a notícia boa é a diminuição da faixa de torque máximo que está em 6.250 giros, quando o motor oferece 9,18 kgf.m.

    O ronco da nova bigtrail está bem diferente. O motor cresceu: passou de 798 cc para 853 cc. Embora tenha mantido a configuração de dois cilindros paralelos, agora tem intervalo de ignição de 270º, o que que cria um som mais esportivo. Novos eixos balanceiros garantem que o piloto sinta menos vibração.


    Painel: um show à parte


    Basta olhar para a nova F 850 GS para perceber que se trata de uma nova moto. Ao rodar com ela, isso fica ainda mais evidente. Para dar a partida basta apertar um botão e manter a chave no bolso, afinal o sistema keyless é uma das novidades da versão topo de linha. Quem optar pela F 850 GS Premium + vai poder aproveitar a leitura eletrônica do painel de TFT.

    O TFT é uma atração à parte, tanto no visual quanto nas informações fornecidas. Nos primeiros quilômetros você tem vontade de ficar navegando pelo painel. São mais de 14 informações, entre elas a pressão dos pneus e até a hora de parar para descansar – simbolizada por uma xícara de café. Ainda é possível parear o smartphone com o painel por meio de uma conexão Bluetooth.

    Além do painel, chama a atenção do piloto o bocal do tanque, que deixou a lateral traseira e agora ocupa uma posição mais convencional à frente do piloto. Com capacidade para 15 litros, a BMW promete uma autonomia de 300 quilômetros, com o painel informando o consumo médio na faixa de 20 km/litro. Mas para atingir esse número é necessário controlar o acelerador e as trocas no câmbio de seis marchas.


    Novas suspensões e pneus sem câmara


    Um dos destaques da F 850 GS é a roda dianteira de 21 polegadas. O modelo usa raios com fixação externa que permitem o uso de pneus sem câmara. O sistema é o melhor de dois mundos, pois mantém a resistência dos raios com a segurança do pneu sem câmara.

    A nova BMW também ganhou discos de freios maiores. Agora são dois discos com 305 mm de diâmetro e pinça flutuante de dois pistões, na dianteira. Já na roda traseira de 17 polegadas, o disco tem 265 mm e conta com pistão simples.

    O novo quadro da F 850 GS, agora monocoque, traz suspensão dianteira invertida com 204 mm de curso. Na traseira, o monoamortecedor tem curso de 219 mm e permite ajuste manual da velocidade de retorno e da compressão da mola. Na versão Premium + TFT, a avaliada, existe o controle eletrônico de suspensão (Dynamica ESA) que, na nova F 850 GS, atua somente na traseira.


    Primeiras impressões


    Em nossa avaliação, passamos pela Estrada dos Romeiros, que liga a capital paulista à cidade de Itu, no interior, com suas intermináveis curvas. O conjunto suspensão, rodas e quadro mostrou um casamento perfeito, permitindo atacar as curvas sem oscilações e, em caso de erros, era possível corrigir facilmente. Quem for um bom piloto e gostar de pilotar esportivamente, será muito feliz com a nova BMW F 850 GS em uma estrada sinuosa.

    Como a avaliação aconteceu debaixo de muita chuva os controles eletrônicos foram extremamente úteis, principalmente nas pistas rápidas, como a Rodovia dos Bandeirantes. A nova F 850 GS tem quatro modos de pilotagem, controle de tração e freios ABS.

    Como chovia, utilizamos a opção 'Rain', que atenua a ação do acelerador, “retardando” a entrega de potência na roda. Ainda há as opções Road, Dynamic e Enduro. A opção Enduro Pro, exclusiva da versão Premium + TFT, recebe um chip que altera os parâmetros dos controles para receber pneus off-road.


    Altura do banco


    Uma das restrições da antiga F 800 GS para muitos pilotos era a altura do banco. Pensando nisso, a nova geração conta com cinco opções de altura. O banco rallye, por exemplo, fica a 890 mm do solo, enquanto a versão mais baixa fica a 815 mm – junto com uma regulagem de suspensão adequada. Na versão avaliada a F 850 GS tinha o banco a 860 m do solo que, mesmo para pilotos de menor estatura, não oferece problemas para colocar a ponta dos pés no chão.

    Apesar da chuva, a nova BMW transmitiu muita segurança, permitindo ritmo superior aos outros veículos na estrada. O novo farol de LED destaca a modelo entre os carros. Nos poucos trechos com pista seca, o motor mostrou bastante disposição nas arrancadas – graças ao torque disponível em baixos giros.


    Mais pesada e menos potente


    Os preços partem de R$ 43.950 para a versão Sport, a mais acessível, e saltam para R$ 47.950 na versão Premium. Para ter o novo painel totalmente digital é preciso optar pela F 850 GS Premium + TFT, cotada a R$ 50.950. Caso deseje adquirir o kit com o banco mais baixo, é preciso desembolsar R$ 1.000 a mais em cada uma das versões.

    Embora a moto tenha mostrado evolução em todos os aspectos – moto, quadro e tecnologia-, não há como negar o desapontamento pela perda de potência e aumento de peso de 15 kg em relação ao modelo anterior: a F 800 GS pesava 214 kg em ordem de marcha e a nova 850 pesa 229 kg. É uma conta simples: mais peso e menos potência significa desempenho inferior.

    Claro que o torque atingido em rotações menores, o motor menos “vibrante” e as novas tecnologias da trail alemã são bem-vindas. Mas a nova F 850 GS irá enfrentar a forte concorrência da Triumph Tiger 800, que foi atualizada para 2018, e tem 95 cv de potência. Na versão topo de linha, a XCx, a bigtrail inglesa conta com eletrônica embarcada e um interessante painel de TFT, como o da BMW, por R$ 51.890.


    Ficha Técnica
    BMW F 850 GS Premium + TFT 2019
    MOTOR

    Bicilíndrico, DOHC, quatro tempos, oito válvulas, arrefecimento líquido
    Capacidade: 853 cm³
    Potência Máxima: 80 cv a 6.250 rpm
    Torque máximo: 9,18 kgf.m a 6.250 rpm
    Câmbio: 6 marchas
    Transmissão Final: Corrente
    Alimentação: Injeção eletrônica
    SUSPENSÃO
    Dianteira: Garfo telescópico invertido com tubos de 43 mm e 204 mm de curso
    Traseira: Monoamortecida com 219 mm de curso e ajuste eletrônico da compressão e retorno, além de ajuste manual da pré-carga e retorno da mola
    FREIOS
    Dianteiro: Disco duplo flutuante de 305 mm com pinça flutuante de 2 pistões e ABS
    Traseiro: Disco simples de 265 mm com pinça flutuante de 1 pistão e ABS
    Dimensões (C x L x A): 2.305 mm x 922 mm x 1.356 mm
    Altura do Assento: 860 mm
    Distância Entre-eixos: 1.578 mm
    Tanque de Combustível: 15 litros (3,5 litros de reserva)
    Peso: 229 kg em ordem de marcha
    Preço Sugerido: R$ 50.950

    Fonte:
    Equipe MOTO.com.br / Agência Infomoto
    Banguela - Yamaha YZF R3 ABS 2.018
Aguarde...
X