Lançamento Kawasaki 2018!
Lançamento Kawasaki 2018!
Exclusivo para usuários registrados!
Camisetas e Adesivos Exclusivos!
Keep calm and keep in touch!
Clique e venha participar!
Entre para a maior comunidade Kawasaki Ninja da América Latina.

Informativo

Colapso
Nenhum Informativo ainda.

Versys Tourer - Usuário ArcAnjjo.

Colapso
X
  • Filtro
  • Data
  • Mostrar
Limpar tudo
novos posts

  • Versys Tourer - Usuário ArcAnjjo.

    Fala pessoal, Minha Versys Tourer enfim chegou.
    Depois de analisar à compra de uma Tiger 800 XC 2016 ou 2017, Suzuki V-Strom 650 XT zero, e a própria Versys, optei por esta.
    A Tiger 800 ainda continua sendo o objetivo, mas ficará mais pra frente.
    A V-Strom não agradou. Muito dinheiro para pouca moto. Embora tenha passado por atualização e remodelagem, ainda é grande demais. Aquele chassi sem jeito permanece lá. Enfim, de bom mesmo tem o controle de tração, que não é algo avançado, mas é melhor ter do que não ter, e as jantes raiadas, com aro 19 polegadas na dianteira. Isso para o off road é muito mais interessante.
    A relação altura da moto x peso x minha altura ficou melhor na Versys, ainda que tenha sentido dificuldade no manuseio, principalmente quando é preciso manobrar com ela parada, ou em baixa velocidade. Além do mais, a versão Tourer ficou mais barata do que a V-Strom 650 XT, que tem preço final de 39.890,00 reais, aqui na Bahia. A Versys Tourer tem preço final de 38.200,00 reais, a vista.

    Encomendei a motocicleta no dia 14 de junho, chegando dia 09 de julho. Peguei a motocicleta dia 11, na MotoSol Kawasaki, em Salvador.
    Antes dela chegar, foram entregues na concessionária uma antena corta pipa da Jojafer. Na verdade foram duas, de dois modelos. O modelo dobrável e retrátil (R$: 31,90) e só o retrátil (R$: 26,90). Acho que vou optar pelo modelo que é só retrátil, que é instalado no parafuso do retrovisor. Fica mais distante da linha de visão. O dobrável ficou mais próximo do centro, não achei bacana, além de ser um destaque não muito legal nas filmagens.
    Chegou também o protetor de carenagem e motor da Chapam. Produto de muito boa qualidade. Não vibra muito, mas vibra. Acho que o aceitável. Paguei R$: 581,12 na loja Masada.
    O protetor foi instalado e algumas alterações foram feitas, mas coisas simples. Os faróis auxiliares saíram do suporte original, indo para o protetor de carenagem. Foi necessário que o mecânico folgasse a fiação dos faróis auxiliares, tirando-os das garras que organizam os fios, não sendo necessário cortar e fazer emendas. O slide de motor original que vem na versão também foram realocados no protetor. Ainda sobre o suporte da Chapam, eles fizeram algumas alterações que possibilitam a instalação na Versrys Tourer, sem a necessidade de adaptações trabalhosas. Gostei do visual e da proteção oferecida pelo protetor.
    Só a instalação que foi cara. 720,00 reais o serviço. Cada hora trabalhada custa 180,00 reais. Não sei como demora tanto para fazer tal instalação. Tive um desconto de 50%, mas ainda assim é um valor que Eu julgo alto. 310,00 reais.
    Por último tem a capa para cobrir a moto da black cover, tamanho EGG. De boa qualidade.
    Queria algo que desse pra cobrir a moto por completa, usando o top case. Não gerou. Metade do pneu traseiro fica de fora. Optei por tirar e não deixar espaços para entrada de poeira.
    A capa tem boa qualidade. Paguei 119,00 reais.

    Assim que peguei a motocicleta Rodei 300 km. Ainda não dá para falar de consumo médio, embora tenha registrado 201,961, mas outros pontos já podem ser comentados.
    Achei a motocicleta confortável, o banco joga um pouco para frente, mas nada exagerado. Vou analisar a instalação do riser de banco. A altura do guidão está boa pra mim, a bolha ajuda, mas fiquei com a impressão de que vou ter que por um defletor, ou comprar uma outra bolha. Não que ela seja ruim, mas vi que o vento era direcionado para parte mais acima do capacete, e por questões de aumentar Meu conforto, devo analisar uma mudança. A turbulência no capacete diminuiu consideravelmente.
    Achei as suspensões macias, e que copiam bem o terreno. Também, tô saindo de uma CBR 600 F. Só achei que a suspensão dianteira está com o retorno muito mole. Isso já foi sinalizado a concessionária e vai ser visto.
    O ajuste da pré carga da mola na suspensão traseira é fácil. Mais um clique e achei o ponto da suspenção para o momento.
    O visual dela é interessante, já chama minha atenção desde o modelo anterior. O motor responde bem, e é elástico, tem um apelo mais esportivo que a V-strom (já andei na V-Strom). Não exagerei no uso do RPM, mantive algo entre 4, 5 e 6 mil. Aguardar esses 1.000 km passarem.
    Mantive prudência com a cera nos pneus, mas ela parece ser muito boa de curvas.
    E por falar em pneus, achei moles demais. O pneu traseiro furou ao fim dos 300 km, pelo menos foi quando vi. Uma lasca de osso, fina por sinal.
    Velocidades por enquanto fico sem informação. Uma única vez foi que estiquei a 6ª marcha, e ela facilmente chegou aos 174 km/h. Algumas ultrapassagens sem a necessidade de redução de marcha, e ela não fez feio, se reduzir então ela avança muito bem.
    Os bauletos tem boa qualidade. Achei os laterais pequenos. Cabem um capacete tamanho 58, mas sei lá, acho que são pequenos sim. O traseiro parece bom de tamanho. O peso/carga indicado é de apenas 5 kg, para cada um.
    Tanque de 21 litros, se manter a média de 20 km por litro, andando a 120 -140, tá ótimo de autonomia.
    Painel simples, mas funcional. Faltou o indicador de temperatura. Apenas uma luz que acende quando a moto está a 119 graus célsius (segundo o manual) não é bom. A CBR dava a temperatura instantânea/momentânea.
    Fizeram uma cagada com a tomada 12v original. Tem que usar um carregador de smartphone de perfil muito baixo, ou o protetor de mão tocará quando fizer o jogo para a direita. Algum aparelho ou acessório que tenha uma tomada grande não vai dar para usar ali. Eu já encomendei uma tomada 12v auxiliar (R$: 36,60. No Ali Express), para quando precisar. Sugiro ainda um cabo USB angular/90º, para usar em conjunto com o carregador de perfil baixo.
    Seguro total no valor de 1.781,58 reais. Pela HDI Seguros. Franquia de 4.913,28 reais.
    Outras seguradoras ofereciam franquia mais barata, 3.750,00 reais, mas o preço do seguro era 2.728,00 reais.
    O da HDI oferecia valores maiores de coberturas, além de guincho ilimitado, até para o Mercosul.
    Primeiro emplacamento no valor de R$: 551,70 + 80,00 da placa.
    631,40 reais, valor final.


    Usarei este tópico pra falar do dia a dia com a moto.
    Em novembro tenho uma viagem de 30 dias, outros 5 Países, mais de 15 mil quilômetros. Terei mais informações sobre a moto, e a viagem.

    Assim que aprender a postar fotos devo carregar algumas.
    Um abraço.
    Por aspectos químicos e ópticos a grama aparenta ser verde,isso se você não tiver Daltonismo!
    Levando isso em conta,não seria a percepção mais real do que a própria realidade?
    Não posso mudar a cor da grama,mas e mudar a maneira como é percebida?

  • #2
    Parabéns pela aquisição e muitos quilômetros de alegria com a nova moto.

    Comente


    • #3
      Parabéns pela moto!
      Kawasaki Ninja 650R - 10/11

      Comente


      • #4
        Fala Arcanjo, parabéns pela moto, muitas kms de alegria pra vocês. Referente a bolha se me permite uma sugestão da uma olhada na da Motobolhas, do Elvis. Produto excelente, bem espesso e forte. O defletor dependendo do modelo gera mais turbulência do que sem, infelizmente. A Versys com a suspensão bem acertada é extremamente confortável. Faço jornadas de até 1200 km com a minha, e olha que já bati nos 5.4 hahaha. Grande Abraço.

        Comente

        Aguarde...
        X